quinta-feira, outubro 11, 2007

Camila

anda de um lado para o outro
de cima para baixo
da esquerda para a direita
passa horas
horas sem fim naquilo
fio para um lado
fio para o outro
prende aqui
prende ali
incansável
debate-se com o vento
a chuva
o frio
desafia as forças da natureza
da gravidade
destemida
dotada de uma precisão divina
refaz, diariamente, a sua teia

Camila é a aranha que habita o espelho retrovisor esquerdo do meu carro.
(A fotografia dela ficará para mais tarde - não é fácil, mas ainda não desisti.)

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

5 comentários:

Anónimo disse...

Pobre Camila

Na beira do precipício
em espelho escorregadio
tem o fim e tem o início
ambos presos por um fio

Só pela persistência, quase fico a gostar mais dela do que do sapo...

Ass:AAA (associação Amigos das Aranhas)

Anónimo disse...

Gosto da Camila que vive em espelho bambo. uma aranhita de biblioteca.

Sera o seu nome antes Bebe?

In@rq disse...

A Camila é uma aranha adulta, de bucho com cerca de 0,5cm de diâmetro. Pelo que conheço dela não vai muito “à bola” com os livros, nem com essas coisas de bibliotecas. Prefere antes o espelho retrovisor esquerdo do meu carro, que lhe permite deslocar sem grandes esforços (como eu entendo esta Camila), ama mesmo é passear.

Anónimo disse...

Era uma vez a Amélia, chata como a potassa. Não me deixava dormir, zzzzzzzzzzzzzzzzzzzz. Caneco de Amélia gostava do mel e do fel. Mas um dia... veio a Camila... e abraçou-a na teia... e matou-a com uma picada na veia. Certeira. Camila não tem coração... Amélia é um enorme Não.

EU

In@rq disse...

:D :D