segunda-feira, setembro 29, 2008

De Xandim para mim

Não podia deixar de colocar aqui, ficar ali naquele espaço para os comentários saber-me-ia a muito pouco.

TU ESTAVAS SEMPRE ALI COMIGO

"Deixo-te, não em forma de poema, a minha visão de uma ínfima parte da nossa maravilhosa infância:
-Quero a minha mãe! Quero a minha mãe!! Q-U-E-R-O-A-M-I-N-H-A-M-A-M-Ã!!!- chorava ela inconsolável... -O lenço deixo de ter a mamã!
E eu ao teu lado estava...
-Não chora Bebé! Não chora! A Xandim 'tá aqui!
E eu ao teu lado estava...
-Anda cá Bebé! O tio fez-te uma rede para apanhares borboletas! (ela sempre gostou de borboletas! Quem sabe não a levariam para junto da mamã!)
As lágrimas, por pouco tempo, paravam de brotar (curiosidade momentânea)!
E eu ao teu lado estava...
-Apanhei! Apanhei uma! Vê, Xandim, vê!!! A felicidade durava pouco!
E eu ao teu lado estava...
...
-É o papá!! É o carro do papá!!-dizia Xandim.
-Oh, não...Não foi!-tristemente, dizia a a caracolinhos de ouro, baixando os olhos para se concentrar no carreirinho de formigas, que por baixo da soleira da porta passava; onde as duas sentadas estavam, à espera daquele carro que de esperança azul se vestia.
Até que ELE APARECIA!!! E a alegria... e a vontade de chorar... e a ansiedade de nele entrar... e de partir?!?
E nós lado a lado...
OU...
A alegria do autocarro que chegava, trazendo o sorriso que te iluminava?? Aparecia como uma miragem, aproximava-se lentamente e os nossos corações o TEU CORAÇÃOZITO aos saltos pulava-lhe ao pescoço:
-Mamã!!Mamã!!!
E eu ao teu lado estava...
...
As noites de folia; os telefonemas que fazíamos...os trambolhões no sofá, os sustos que te dava, seguidos de gargalhadas choradas!!
As férias nas Seven Cities;o acampamento no jardim da casa! Que adultas que nós eramos!!
E a lanterna... e aquele rosto... e a história de terror dos "Gémeos da Lagoa"...
Lado a lado nós estávamos...
E aqueles peixes que salvámos de serem fritos?!? Bendito Garfo Partido!
E aquela pobre ave?!? Morreu, é verdade! Não pudemos evitar! Mas nós conseguimos vencer e convencer os nossos amados "primary caregivers" que galo não era galinha, se não era galinha não podíamos comê-lo e... "-ELE OLHOU PARA NÓS PAPÁ, NÃO OLHOU Bebé?!?"
É certo e sabido que Mamã e Papá, provaram mais uma vez serem seres de tão boa índole: ofereceram a pobre ave pronta a ser confeccionada!!
E nós lado a lado estávamos...
Tanto mais teria para aqui te deixar...
As recordações atropelam-se, empurram-se...
Ao teu lado; lado a lado para sempre!

Xandim"

Por Sandra

2 comentários:

Anónimo disse...

Quando é assim, é lindo.

EU

cláudia santos disse...

Ter um(a) irmã(o) é uma das coisas mais mágicas que existe! A cumplicidade e o amor que se partilha é incomparável e indescritível!!
Li o texto e pensei em 2 irmãs. Acho que não me enganei...
A todos os pais e mães, por favor, dêm um(a) irmã(o) aos seus filhos!!
Um beijo aos meus irmãos! ;)
cláudia